O QUE ACONTECEU COM AS BRINCADEIRAS DAS CRIANÇAS?

Continuação…
O que dizem autoridades e especialistas sobre estas brincadeiras de crianças
No Brasil, não existe lei que proíba menores de jogar qualquer game, embora o Departamento de Classificação de Títulos e Qualificação do Ministério da Justiça faça um relatório de orientação sobre a classificação indicativa de jogos eletrônicos. A lista de avaliação dos games está disponível no site http://www.mj.gov.br/classificacao.
Os jogos Counter Strike, o Justiceiro e a série GTA foram classificados como inadequados para menores de 18 anos, mas quem consegue controlar e orientar neste sentido? Com que facilidade as crianças e adolescentes conseguem os CDs piratas, ou mesmo comprá-los através da Internet.
O Dr. Maurício Zanoide de Moraes, advogado criminalista e professor de processo penal da Faculdade de Direito da USP e presidente do Instituto Brasileiro de Ciências Criminais, afirmou: “Não existe legislação porque não se supunha que chegaríamos a isso, é uma realidade nova. As crianças estão se divertindo de maneira bem assustadora” (Revista da Folha, 28 de agosto de 2005).
Se de um lado está em jogo o grande interesse econômico, do outro lado está a discussão sobre o impacto destes jogos violentos na formação das crianças. A Associação Americana de Psicologia, após estudos realizados nos últimos 20 anos, concluiu que dez minutos de jogo violento bastam para o jogador demonstrar em teste psicológico, logo em seguida, um comportamento agressivo. (Revista da Folha, idem).
Vera Zimbermann, professora do departamento de psiquiatria da Unifesp, afirmou: “Games politicamente incorretos fazem mal, porque qualquer exposição excessiva de modelos faz com que eles sejam introjetados na constituição do jovem. Esses brinquedos ensinam o individualismo, a lei do mais forte, que as regras de convivência não valem nada. É uma tragédia social”. (Revista da Folha, idem).
Maria Angela Barbato Carneiro, professora da Faculdade de Educação da PUC-SP, assim se expressou: “O problema maior que vejo é o desrespeito pelo ser humano. Mas não adianta proibir de jogar, porque aí o desejo é maior. Os pais devem trabalhar essas questões com os filhos, ensinar a ter visão crítica dos jogos”. (Revista da Folha, idem).
continua…

Publicado por

apecbrasil

A APEC - Aliança Pró Evangelização das Crianças... ... foi fundada em 1937, nos Estados Unidos da América, pelo Rev. Jesse Irvin Overholtzer, um homem a quem Deus deu a visão dos meninos e meninas que precisavam do Salvador. O trabalho da APEC está estabelecido no Brasil desde 1941 e é autônomo em relação à Sede Internacional, possuindo direção, expansão e sustento nacionais. O Brasil foi o primeiro país a ter a obra missionária da APEC. A proposta hoje é a mesma do fundador. A APEC é uma obra de fé, fundamentada na Bíblia, formada por crentes nascidos de novo, que visa evangelizar crianças apresentando-lhes o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, discipulá-las na Palavra de Deus e encaminhá-las a uma igreja evangélica onde possam crescer em sua vida cristã. Um ministério que se preocupa com as crianças de todo o mundo.

Um pensamento em “O QUE ACONTECEU COM AS BRINCADEIRAS DAS CRIANÇAS?”

  1. Olá Pr. Celeti, estou lendo todos os textos e comentando.Também conconrdo que proibir simplesmente não é educar. Educar para consciência, requer entender intuir, perceber pelo E.Santo, o que não nos convém. E os pais cristão devem e podem fazer isto. Mas até eles se deixam dominar pela lei do ser e trabalham sem parar para poder consumir e deixam seus filhos na expostos a net sem limite e aos jogos eletrônicos tb.Só Deus salva esta geração. Só a misericórdia do Pai sobre a família, pode fazer esta geração não se perder toda.Valdenice, 11\12\2010- Recife\PE

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s